Charolês do Contestado Investe em Marketing e alcança Melhor Resultado entre Todas Edições

Um leilão que fez história na raça Charolês. O Charolês do Contestado ocorreu no último sábado, dia 07/Julho, na cidade de Água Doce – SC. Em meio a um cenário não muito otimista para a pecuária de corte, a Fazenda Santa Lúcia & Cabanha Pagliosa, promoveram a 14° edição do seu evento.

A diferença da edição 2017, para a atual, no trabalho desenvolvido, está no investimento consciente em uma Campanha de Divulgação coordenada pela Evoluê AG. O crescimento de 32,66 % na média geral da venda dos touros, saindo de R$ 9.473,00 (2017) para R$ 14.067,69 (2018), demonstra claramente a importância do marketing no leilão.

Foram comercializados na tarde ensolarada 19 touros da Fazenda Santa Lúcia, de Marcus Antônio Gonzatto, fechando média de R$ 15.410,52. Destaque para o lote 17 (tat 625, da direita), Ofegante da Santa Lúcia, um touro geração 2016, pesando 800 kg, vendido para Odair Meireles, por R$ 20.880,00.

Foram comercializadas 08 fêmeas da Santa Lúcia, todas mansas de buçal, e apenas 02 sem confirmação de prenhes. Com faturamento R$ 75.120,00, o valor médio das matrizes foi de R$ 9.390,00.

A Cabanha Pagliosa, de Nilson Antonio Pagliosa (Kiko Pagliosa), também obteve resultados expressivos nas suas negociações. Comercializando 20 touros, em média a R$ 12.792,00, fechou o faturamento de R$ 255.840,00. Como se esperava, destacou-se o lote 38, touro de Argola, neto de Telescope, filho de No Doubt. O 1717 da Pagliosa, pesando mais de 1.000 kg, foi arrematado por R$ 19.200,00.

Ótimo desempenho também nas fêmeas rústicas, as quais eram 07 e foram comercializadas em média por R$ 6.274,28.

A Campanha de Comunicação foi coordenada pela Evoluê | Marketing de Leilões e a leiloeira foi a Pampa Remates.

Por: Maickel Danielce | Assessor Comercial

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *